1001 Comidas para Provar Antes de Morrer

Vocês se lembram quando eu resenhei sobre o livro 1001 Vinhos para Beber Antes de Morrer? Pois é, eu adoro esses livros com 1001 coisas para fazermos antes de morrer. E como, pelo amor de Deus, COMO, eu esqueci desse livro? “1001 Comidas para Provar Antes de Morrer”!

Mais um livro que entra para a minha listinha de “altamente desejado” e claro que eu não poderia deixar de indicá-lo à vocês! Todo o conteúdo faz com que a gente tenha o desejo de experimentar tudo aquilo que nos é apresentado, mesmo que não faça muito a nossa cabeça.

São vários autores trazendo, em 960 páginas (bem grossinho, hein?), pratos encontrados ao redor do mundo. São sabores que passam dos deliciosos aos extravagantes, dos populares aos irresistíveis, daqueles de fazer dar água na boca como daqueles de fazer torcer o nariz. Mas que, como o próprio título diz, devemos experimentar antes de morrer. Não podemos falar que não gostamos se não experimentarmos!

Foi organizado por Frances Case e contou com a colaboração de 53 especialistas. Eles pesquisaram a fundo e trouxeram só os melhores alimentos, diferenciados por seu sabor, aroma e/ou textura. E o mais legal: esse livro é altamente ilustrado, ou seja, não tem como não ter vontade de experimentar tudo! São fotos incríveis, de dar muita, mas muita água na boca!!!

Além disso, eles detalham cada alimento, contam sua história, de onde vem, porque ele é tão especial e te mostra como é a melhor forma de prepará-lo. Assim, você não pode dizer que não gostou porque provavelmente o preparou errado. 😀 Você só não prepara mesmo se não quiser (ou se não tiver acesso aos ingredientes, o que pode acontecer, infelizmente). Vale também preparar aquela receita preferida para um jantar que você vai dar e surpreender a galera!!!

Esse livro é da Editora Sextante! Infelizmente, ele não é tão em conta quanto os outros livros que tenho apresentado à vocês. Nas principais lojas virtuais, encontrei de R$ 41,60 à R$ 59,90*. Mas eu super acho que vale a pena. Esse livro é literalmente delicioso! Juntamente com o “1001 Vinhos Para Beber Antes de Morrer”, é um dos livros que todo apaixonado por cozinha deve ter na estante!!!

Quero lembrar que tá rolando a Promoção Receitas Preferidas do Chef Claude Troisgros! Faltam seis dias para terminar, mas ainda dá tempo de participar!!! Você não vai querer ficar de fora, né? Boa sorte para todos!!!

Quarta-feira que vem eu estou de volta e com o resultado da promoção!
Beijos

(* Os valores do livro foram pesquisados nas lojas virtuais da Saraiva, Siciliano, Submarino, Americanas, FNAC e Livraria Cultura)


Cozinha na TV – Menu Confiança

O termo ‘Menu Confiança’ é usado para definir uma prática comum em restaurantes de alta gastronomia, onde o cliente confia nas qualidades do chef para definir o menu completo da refeição. Isto é, o cliente no máximo informa suas restrições e deixa a cargo do chef decidir qual será a entrada, os entre-meios, prato principal, sobremesa e o vinho! Pois ele sabe qual vinho ira se harmonizar melhor com a comida!

Acredito que dessa harmonização entre o prato e o vinho, surgiu a idéia de criar este programa muito bom da GNT. Onde o chef Claude Troisgros prepara algo a cada programa e a sommelier Deise Novakoski traz os vinhos que poderiam mais ser harmonizar com o prato escolhido pelo chef. E ao final, experimentam o prato e escolhem o vinho que mais combina.

A formação original do programa era com o jornalista e sommelier Renato Machado, mas de uns tempos para cá foi substituído pela Deise, que na minha opinião trouxe um toque mais profissional. O Renato sempre tinha histórias muito boas sobre os vinhos e a Deise parece se focar mais nas características do vinho.

O Renato e a Deise que me desculpem, mas a atração do programa é o Claude, com seu sotaque arrastado e seu jeito meio irreverente, ele domina o show! Além de preparar pratos deliciosos e sempre em fartura, as vezes nem parece um chef francês.

O programa não se limita as quatro paredes da cozinha do Claude, sempre tendo especiais onde ele nos leva para conhecer os sabores de várias regiões, ou trazendo convidados especiais em datas comemorativas, como quando trouxe o filho (que também é chef) num Dia dos Pais. Inclusive, houve um especial chamado ‘Truques de Confiança’, onde o Claude se encontrou com o Jamie Oliver!

Cozinha na TV – Menu ConfiançaCozinha na TV – Menu Confiança

Geralmente os pratos preparados não são tão simples e parecem sempre ter sabores fortes e marcantes, talvez para combinar melhor com os vinhos selecionados. Mas acredito que a complexidade não irá atrapalhar e só traga ainda mais sabor ao prato!

Aqui em casa ainda não somos tão sofisticados para harmonizar pratos com vinhos, mas pretendo qualquer dias desses combinar com a esposa, ela faz um prato bem legal e eu vou correr atrás de um vinho que combine legal com a comida, para fazermos o nosso Menu Confiança. (Quem sabe não posto essa brincadeira aqui?!?)


1001 Vinhos para Beber Antes de Morrer

Mais uma quarta-feira, e eu muito feliz de estar aqui, mesmo!

Como passaram de Natal? Muita comida? Muita alegria? Espero, de coração, que sim! E claro, muita saúde mesmo!

Afinal, ela é fundamental. Sem ela, não fazemos nada e não temos nada. Temos que agradecer muito a Deus sempre que estamos bem. Afinal, nossa saúde é nosso bem maior.

Na dica de hoje, resolvi falar de uma bebida que junta o espírito de Natal com saúde: o vinho! Apesar de não poder tomar, sou apaixonada por ele. O cheiro e o gosto são divinos, sem falar na cor maravilhosa e no quão chique ele é! Está presente nos momentos mais especiais da vida das pessoas, e vale sempre a pena ter um em casa!

E a minha dica de livro de hoje é…

“1001 Vinhos para Beber Antes de Morrer”
1001 Vinhos Para Beber Antes de Morrer

de Neil Beckett

Apesar do nome ser meio “fúnebre”, pode ser considerado um manual tanto para leigos como para experts no assunto. Traz sugestões de vinhos para todos os gostos e todos os bolsos. Ricamente ilustrado com fotos de garrafas, rótulos e vinhedos, vai fazer você viajar no sabor dessa bebida.

Porém, Neil não agiu sozinho nessa. Teve ajuda de nada menos que 44 especialistas em vinhos, que acabam indicando os vinhos que irão agradar ao paladar, nos explica o que há de especial em cada um deles e sugerem a melhor época para se consumi-los.

Para quem é apaixonado por cozinha, vale a pena tê-lo na estante, afinal, nada melhor do que acertar o vinho certo com a comida especial!

O livro varia de R$ 41,90 a R$ 59,90,* mas você pode até encontrar melhores preços em promoções relâmpagos em alguns sites!

E é só aproveitar e fazer bonito na sua mesa!

Quero deixar aqui um PERFEITO 2011 para todos os leitores do Conversa na Cozinha, pra Rafa e toda a equipe do site, que todo mundo tenha um ano novo repleto de muita saúde, muita prosperidade, muita comida na mesa e tudo de melhor na vida! Beijos!

* Para chegar nesses valores, pesquisei os sites do Submarino, Saraiva, Siciliano, FNAC, Livraria Cultura, Cia dos Livros e BestBooks.


Festa de N. Sra. Achiropita – Valores 2010

Bom, acho que todo mundo já sabe bastante sobre a Festa de N. Sra. Achiropita, já foi citada aqui no blog várias vezes por mim e pelo marido!

Muita gente tem buscado saber os valores da festa, por isso segue!


Vamos começar pelo macarrão, temos 2 tipos: Penne (que é melhor, pra quem vai comer de pé!) e Spaghetti. Cada prato serve bem uma pessoa, ou até duas! Principalmente se for experimentar outros pratos da festa!

Vem caprichado no molho ao sugo, no queijo e acompanha uma fatia de pão italiano!

R$ 7,00 pra comer na hora! Ou então +R$1,00 a embalagem pra viagem!


Fogazza, a maior fila da festa 🙂 – Recheio de Mussarela, orégano e tomate! R$ 5,00 cada!



Fricazza, massa feita à base de batatas, pode ser recheada de calabresa ou mussarela! R$ 15,00 inteira ou R$ 4,00 o pedaço!


Mini Pizza de mussarela R$ 3,00


Polenta, um pedaço bem generoso e maravilhoso, mesmo quem não gosta de polenta, devia experimentar! Vem caprichada no molho à bolonhesa e no queijo! R$ 6,00


Espetinho de Carne – R$ 3,00


Churrasco no pão, com ou sem vinagrete (vale muito a pena!) R$ 4,00


Calabresa, em duas versões: Na Brasa ou na Chapa, também acompanha vinagrete! R$ 4,00


Típica: Antepasto, berinjelas, cebolas, pimentões, sardela, etc! Delícia! R$ 7,00


Típica: Pimentão Recheado R$ 7,00


Típica: Berinjela Recheada R$ 6,00


Pedaços de Amor – Deliciosos Espetinhos de Frutas cobertos com chocolate, tem de morango, uva, banana ou acabaxi! R$ 3,00


Doces deliciosos, de vários tipos! Sai por R$ 4,00 cada um deles!


Souvenir – Quem visita a festa não pode deixar de levar uma lembrancinha pra casa, tem terços, camisetas, chaveiros, brincos, imagens, medalinhas, etc! Preços Variados!


E além de tudo isso, também tem as barracas de bebidas, com vinho, cerveja, refrigerante e água, os preços variam de R$ 1,00 a R$ 3,00!

E aí, já fez as contas? Vem correndo, porque só faltam 3 finais de semanas pra acabar a festa!

As formas de pagamento são: Dinheiro, Cartão de débito ou crédito (Master e Visa).


Marido na Achiropita – Mini Pizza

 

Continuando a série…

Hoje vou falar um pouco sobre a minha história na festa e fazer para vocês mais uma delícia!

Nestes 10 anos de festa, trabalhei em diversas barracas me proporcionando uma experiencia muito legal, pois vi diversos lados da festa.

2000/74ª – Tudo começou no Macarrão I, situada bem no coração da festa, ao lado da barraca da Fogazza, é sempre muito cheia, eu molecão, 1ª vez, fiquei de ‘burro de carga’, indo buscar as coisas que precisavam na barraca e no meio tempo cuidava do vinho.
2001/75ªLatinha I – No segundo ano, a coisa mudou completamente, cai na Latinha, que é muuuito mais tranquilo e o único problema é ficar mexendo no gelo em pleno inverno de agosto.
2002/76ªMarcarrão II – Volto pro macarrão e conheço o casal com quem mais trabalhei na festa, Edmilson e Carla. Um dos anos mais animados que trabalhei, de frente para a igreja o que faz a barraca ser uma pauleira só.
2003/77ªLatinha I – Novamente na Latinha, dessa vez com trouxe minha irmã para trabalhar comigo, mas ela é chamada no primeiro dia para ir para Fogazza.
2004/78ªFricazza – Essa é punk. Na época, a equipe da barraca era a reponsável por fazer as massas da Fricazza. Tinha que ir na 5ª feira descascar batata, na 6ª fazer a massa e pré-assar algumas e no sábado chegar as 10 da manhã para terminar de pré-assar as de domingo também. E ainda é uma das barracas mais cheias, acho que por ser uma especialidade.
2005/79ªMortadela – Trabalhei logo no primiero ano que teve a mortadela na festa. Era tranquilo, por isso era mais fácil quando a recém conquistada namorada vinha me visitar, nas raras ocasiões que conseguia sair do Setor D da Cantina.
2006/80ªMarcarrão IV – Primeiro ano trabalhando junto com a Rafa, o Edmilson pega a coordenação do Penne e resolve me chamar. Levo a Rafa junto, mas dessa vez não sou só o carregador, ajudamos bastante os coordenadores.
2007/81ªMarcarrão IV – Primeira vez que continuo na mesma barraca no ano seguinte, novamente junto como Edmilson, assumimos sub-coordenação e mandamos ver!
2008/82ªSouvenir Interno – Meu debut na Cantina e é outra festa. Sem a muvuca que fica na rua, muito mais tranquilo, porém, ao meu ver não tem a mesma energia do que trabalhar lá fora.
2009/83ªMarcarrão I / Bar I – Depois desses anos todos, trabalhando numa boa em todas a barracas, tivemos problemas com um infeliz e como os nossos coordenadores não fizeram nada, pedimos para trocar. E caimos na excelente equipe do Bar I. Saudades.

Nesta ano de 2010, 84ª festa, estamos novamente no Macarrão IV, Penne, mas dessa vez com uma nova equipe. Espero que seja tão bom quanto os outros anos…

Bem, não estou aqui só para falar do meu passado! Vim falar de mais uma atração da festa: Mini-Pizza!

Essa instituição italiana não poderia faltar na maior festa italiana do Brasil, mas aqui ela é feita com bastante simplicidade para agradar a todos. Somente de mussarela, é feita na chapa com aqueles discos semi-prontos. Para fazer aqui em casa usei:

  • Massa para mini-pizza
  • Molho de tomate pronto
  • Mussarela
  • Orégano

Tudo é usado à gosto, coloquei os discos na panela elétrica, pode ser numa frigideira ou numa assadeira para ir no forno, mas é mais rápido no fogão.
Espalhe o molho, coloque a mussarela e o orégano. Agora é só esperar o queijo derreter e aqui tem um segredinho, para acelerar o derretimento, jogue um pouquinho de aguá na panela/frigideira e tampe, o vapor ajuda bastante.

 


Quando estiver derretido está pronto! Fiz uma com Catupiry junto com a mussarela, ficou óóótemo!


Até mais!!