O bolo que deu errado ou o Pavê que deu certo!

Bom, pra começar, tenho que contar que esse bolo pavê se tornou uma aventura!

A história começa quando uma amiga, insatisfeita com o início de 2011 (creio eu), me chamou para dar um Restart no Ano…

O meu ano, até que tinha começado bem… Mas eu acredito que sempre pode ficar melhor, certo? Então vamos lá… Topamos qualquer parada, ainda mais pra agradar quem se ama 🙂 .

O que eu iria fazer para a nossa ceia:

  1. Pernil
  2. Torta de Ricota
  3. Bolo de Chocolate (já que toda sobremesa que a amiga come, tem que ter chocolate)

Ok, tudo bem com os dois primeiros itens.

Na hora do bolo, a louca aqui resolveu inventar… Peguei uma forma de bolo das mais velinhas que eu tenho e testei pra ver se o antiaderente ainda funcionava. Só que quando eu comprei, não sabia que essas coisas não deviam ir na lava-louças… E essa forma já foi… Inúmeras vezes.

Bom, aconteceu exatamente o previsto. O bolo não saiu de jeito nenhum, aliás, até que saiu, mas em pedaços, vários pedaços.

Pra não perder o bolo (que eu experimentei e estava delicioso) resolvi inovar. Daí nasceu meu Pavê de Chocolate… Certo, não é um Pavê propriamente dito, mas a receita é minha e eu dou o nome que eu quiser… né? 😉

O bolo que deu errado ou o Pavê que deu certo!

Pavê de Bolo de Chocolate (da Rafa)

Forre o fundo de uma travessa com os pedaços do bolo. Cubra com o brigadeiro. Mais uma camada de bolo. Uma camada de Chantily. Última camada de bolo e por fim cubra com ganache de chocolate, que nada mais é do que a barra de chocolate derretida por 1 minuto e meio no microondas e misturada com o creme de leite.O bolo que deu errado ou o Pavê que deu certo!

Gelado e no dia seguinte, fica muito melhor!

É isso… foi assim que eu criei meu pavê!


Torta de Ricota

Sabe que, faz tempo que ensaio postar essa receita, mas da vez que eu fiz essa torta, não ficou tão bonita e não mereceu chegar até aqui!

Só que no Natal eu tive que fazer a torta. Já que comemoramos aqui casa em esse ano, e o Marido simplesmente ama essa torta, que a mãe dele sempre fez, a pedido do mesmo. Certamente está entre as sobremesas preferidas dele.

O engraçado é que estamos juntos à 5 anos e meio, eu demorei 3 pra ter coragem de experimentar, pois tenho um certo preconceito aos derivados do leite.

Mas teve um ano específico que a dita cuja estava tão bonita, tão apetitosa, que me rendi! Imaginem o arrependimento, 3 anos olhando pra ela e quando comi um pedacinho… Hum! Delícia! Acho que é a melhor sobremesa que minha sogra me acrescentou!

O melhor da torta é a simplicidade!

Ingredientes

  • 1/2 kg de ricota (aproximadamente)
  • 1 lata de leite condensado
  • 2 medidas (da lata) de leite
  • 6 colheres sopa (rasa) de açúcar
  • 2 colheres sopa de amido de milho
  • 4 gemas
  • 4 claras em neve
  • 1 colher sopa de manteiga
  • 100 grms de uva passa

Modo de Preparo

Unte uma forma  com manteiga e farinha de trigo. Aqueça o forno em temperatura média.

Bata no liquidificador todos os ingredientes, exceto as claras e as uvas passas.

Envolva as claras em neve na mistura delicadamente, até formar um creme homogêneo. Coloque o creme na forma.

Lave as uvas passas e passe na farinha de trigo (para não afundar no creme). Colocar as uvas em cima do creme e levar ao forno por aproximadamente 40 minutos, até dourar e teste com um palito, ele deve sair limpo.

Sirva gelada.

Faça! Vale muito a pena! Depois me conta o que achou!