Festas Juninas 2015 – SP

Genteeeee! Começou mais um mês delícia de Junho! Eu amo-amo-amo Festa Junina (e por festa junina, leia Comida de Festa Junina)!!!!

Aqui no Blog, nós temos uma seção de receitas ótimas pra você fazer sua festa em casa!

http://conversanacozinha.com/category/receitas/festas-juninas

Arroz Doce do Marido
Bolinho de Arroz
Bolo de chocolate fácil
Bolo de Fubá da Sogra!
Bolo de Milho sem glúten e sem lactose
Bolo engorda marido
Brigadeiro de Festa
Caldo Verde do Marido!
Canjica
Carne Louca
Coxinha – Massa para Salgados em Geral
Cuscuz de Sardinha
Fogazza Frita
Mousse de Chocolate
Pão de Ló de Fubá
Pão de Queijo Mineiro delicioso
Pretzel
Pudim de Pão
Torta de Banana
Torta de Liquidificador
Torta de Liquidificador2
Vinho Quente

Mas se você não tá afim de ter trabalho, não tem problema! Existem várias festas Juninas bacanas pra visitar! Separei algumas que eu conheço e algumas famosas, pra você encontrar uma bem pertinho da sua casa!

Festa da Portuguesa
A festa junina da Portuguesa é uma das maiores da cidade e acontece na Zona Norte. Os destaques são as atrações musicais.
Entre as atrações, estão Munhoz & Mariano, Anitta, Alexandre Pires, Guimê, MC Gui e Ludmilla também estão confirmados na grande festa.
Clique aqui e confira mais informações sobre a compra de ingressos.
Quando: todos os finais de semana e feriados de 30 de maio até o dia 12 de julho
Onde: Rua Comendador Nestor Pereira, 03 – Canindé
Horário: a partir das 19h
Quanto: a partir de R$ 30 (meia) e R$ 60 (inteira)

Festa Santo Antônio do Pari
A quermesse chega à 101ª edição e homenageia o santo casamenteiro. A festa mais tradicional de Santo Antônio em São Paulo reúne cerca de 50 mil pessoas no Centro da cidade. Aos finais de semana teremos a tradicional festa de rua, com comidas típicas, brincadeiras, música, bingo, e muito mais.No dia 13 de junho, sábado, celebramos o dia de Santo Antônio. Haverá missas a cada hora e meia, desde às 6 da manhã. Venda do tradicional bolo de Santo Antônio e do lírio. Distribuição do pão de Santo Antônio durante todo o dia!
Quando: todos os finais de semana de 30 de maio até o dia 21 de junho
Onde: Praça Padre Bento, 13 – Pari
Horário: das 17h ás 22h
Quanto: entrada gratuita

Quermesse do Calvário
A tradicional Quermesse do Calvário traz cerca de 20 barracas com cardápios tradicionais, que incluem vinho quente, quentão, fogaça, bolinho de bacalhau, sanduíche de pernil, pamonha, cural e até aracajé, entre outras delicias. Além do destaque culinário, diariamente duplas de música sertaneja garantem a animação da festa. A quermesse também conta com correio elegante, quadrilha, jogos e sorteio de brindes.
Quando: todos os finais de semana de 30 de maio até o dia 5 de julho
Onde: Rua Cardeal Arcoverde, 950 – Pinheiros
Horário: das 17h30 às 23h30
Quanto:  Entrada Gratuita

Festa Junina do Esporte Clube Pinheiros
A Festa Junina do Clube Pinheiros, nesse ano será apenas para sócios ou para os convidados de sócios, trará atrações como: Bicho de Pé, Paula Fernandes, Munhoz e Mariano e Renato Teixeira.
Quando: de 25 a 28 de junho
Onde: Rua Angelina Maffei Vita, 493 – Jardim Europa
Horário: das 19h às 23h (25/6); das 19h às 23;30h (26/6); das 12h às 23:30h (27/6) e das 12h às 19h (28/6).
Quanto: entrada franca para associados; Convidados R$ 70 (25/6), R$ 110 (26/6), R$ 110 (27/6) e R$ 80 (28/6)

 

Festa Junina da Nossa Senhora da Consolação
Neste ano, o evento conta com os shows de Marlene Andrade, Trio Marquês e Trio Cristalino, além de barracas de comidas e bebidas típicas, como churrasco, vinho quente e quentão, cachorro quente, doces, salgados e pastel, brincadeiras como pescaria, boca do palhaço e correio elegante.
Quando: todos os finais de semana de 6 de junho até o dia 5 de julho
Onde: Rua da Consolação, 585 – Cerqueira César
Horário: 18h às 24h (aos sábados), 18h às 23h (aos domingos)
Quanto: entrada gratuita

Clube Aramaçan
O arraiá do clube ainda conta com a balada jovem, para adolescentes de 13 a 17 anos, além de quitutes tradicionais, como fogazza, paçoca, milho e quentão. O show de encerramento no sábado, dia 4 de julho, fica por conta da dupla sertaneja Edson & Hudson, que apresenta o espetáculo ‘Conectados’. Os ingressos para o show de encerramento serão vendidos pelo site da Ticket 360.
Quando: todos os finais de semana de 30 de maio até o dia 5 de julho
Onde: Rua São Pedro, 345 – Santo André
Horário: 19h ás 23h
Quanto: Os ingressos para os shows serão vendidos pelo site da Ticket 360, mas custam entre R$5 e R$10 nos dias normais e entre R$40 a R$80 no show de encerramento

São João Batista – Brás
Neste ano, além do tradicional churrasco de pernil, o evento contará com barracas de comidas típicas como pipoca, milho e quentão, bingo, quadrilha, bandas e músicas temáticas.
Quando: Todos os Finais de Semana de 6 de Junho até 5 de Julho
Onde: Avenida Celso Garcia, 600 – Brás
Horário: das 16h até as 23h
Quanto: entrada gratuita.

Festa Junina Vila Maria Zélia
Neste ano, o arraial vai contar com barracas típicas e muita diversão. Uma ótima oportunidade para comer pipoca, milho, tomar quentão e curtir as quadrilhas e danças populares que sempre são animadas.
Quando: Todos os Finais de Semana de 30 de Maio até 28 de Junho
Onde: Rua dos Prazeres, 362 – Belenzinho
Horário: das 18h até as 23h
Quanto: entrada gratuita.

Arraial nos Trilhos
A primeira edição do Arraial nos Trilhos acontece no sábado, dia 13 de junho de 2015, na Rua Visconde de Parnaíba, 1.253, no bairro da Mooca. Durante o evento, o público vai embarcar em uma maria fumaça de 1922 e desembarcar em uma festa junina cercada por bastante verde e trens históricos que estão estacionados no espaço. A festa também vai contar com bazar, bebidas, comidas típicas e barracas de pescaria, argolas e tomba lata, além é claro de correio elegante e muita música brasileira para os apaixonados dançarem coladinhos. No line up já estão confirmados os nomes de Lucas Amorim, João Laion (Batmacumba) e Projeto Musicultura.
Quando: 13 de Junho
Onde: Rua Visconde de Parnaíba, 1.253 – Mooca
Horário: a partir das 15h
Quanto: R$ 15

Estou incluindo novas Festas! Aguardem! E Caso tenham alguma para divulgar, entre em contato!

Se você gostou dessa Dica, clique em Curtir aqui do lado e Compartilhe com quem você gosta

 Rastape – Eu So Quero Um Xodo / Pagode Russo ♪

No clima de São João

Continuando em clima de São João, e mais do que isso, em clima de férias da faculdade esta semana tentei fazer algo bem especial e bastante controverso. Controverso pois imaginem a cara da minha mamãe quando comprei uma garrafa de vinho seco para tentar fazer um humilde vinho quente. “Toma cuidado que isso é alcoólico viu mocinha!” disse minha mãe como se eu não fizesse a menor idéia disso.

Bem, de fato foi uma grande tentativa, nunca havia feito uma bebida dessas, é lógico, quando agente é adolescente e faz festas em casa sempre mistura tudo com tudo, por exemplo vinho com leite condensado, vodka com refrigerante e todos os tipos possíveis de suco, enfim. Vinho quente eu sempre adorei, um dia meu pai fez em casa e colocou gengibre, este sempre muito comum no quentão, mas ao provar a bebida que meu papai tinha feito eu pensei: gente! Igual ao da festa junina da igreja do divino no Frei Caneca (uma das minhas preferidas).

Ao sondar as formas de preparo do vinho quente notei certa subjetividade nas pessoas: há! Faz com vinho doce, faz com vinho seco, cravo, canela, não! Gengibre não, não precisa do açúcar, coloca açúcar, faz calda de açúcar que nem pudim, coloca um palito de fósforo aceso para tirar o álcool, deixa ferver por 15 minutos, desliga tudo se não pega fogo, entre muitas outras coisas…

Nessas horas a dona da cozinha sempre me ajuda muito e tendo o conselho dela como o mais especial resolvi usar vinho seco e adicionar uma calda de açúcar (como se fosse pra fazer pudim), a dona da cozinha também me deu a liberdade para acrescentar cravo, canela em pau, as frutas que eu quisesse e, enquanto o gengibre, que eu o deixa-se para o quentão (para quando eu for tentar fazer este). Mas meus amigos, eu confesso a vocês que sou um pouco teimosa, se meu pai colocou gengibre e eu gostei, já que cada um faz da forma que mais gosta, eu farei um tipo de vinho quente que eu gosto.

Cortei em pedaço o bendito do gengibre, uma maçã, dois pauzinhos de canela e quatro cravos, optei por usar vinho seco e acrescentar a calda de açúcar. Minha mãe falou para eu desligar o fogo na hora de misturar o açúcar e o vinho se não pegava fogo, só que nesta pausa o açúcar grudou todo no fundo da panela, mesmo assim depois acrescentei a maça, a canela e os cravos, e é claro, o danado do gengibre. Com medo de ficar sem açúcar fiz uma nova calda que agora grudou em outra panela e na colher toda. Mesmo assim acreditem, o vinho quente ficou muito bom, acabou tudo, todo mundo bebeu, a questão é que esta bebida com gengibre fica bem boa, mas a cada hora que se ferve mais o gengibre fica forte, mais parecia um chá de gengibre para a gripe do que uma bebida de festa junina.

Ontem fui numa festa na igreja da consolação, tomei um vinho quente docinho… fiquei com inveja, bem mas junho ainda não acabou, vou tentar de novo, afinal de contas adorei dormir sobre o efeito do vinho quente. Minha mãe que não leia isso… (risos).

Por Juju Barbosa