Filé de Frango Grelhado e a 2ª Vitória

Depois do arroz e do feijão, sempre vem à “mistura” não?

Filé de Frango Grelhado

Pegar uma parte do bicho e descongelar, se necessário (Nesta experiência eu optei pelo peito do frango).

Gente, esse é o meu maior desafio na cozinha, eu morro de nojo de carne crua, e o barulhinho que faz quando agente manuseia aquele negócio? É complicado. Imaginem meus amigos, há algumas semanas atrás eu confessei a vocês ter nojo do cheiro do alho e da cebola na mão, quem dirá de carne crua, e do cheiro da carne crua, e do sangue que espirra no rosto. Se eu passar por isso, agora sim, eu acredito que posso aprender a cozinhar. Outro detalhe, geralmente eu nunca penso que aquilo ali é um animal morto, mas quando vejo a carne crua, aí sim eu lembro, e muito, sinto dó do falecido, nojo, passo a me sentir horrível e penso que vou virar vegetariana na seqüência de comer aquele prato, mas ai, eu experimento aquele franguinho com salada… Bem, futuramente eu opto pelo vegetarianismo, afinal de contas, cadeia alimentar e proteínas são uma realidade posta minha gente! Tá aí para lidarmos com ela.

Pegar a parte escolhida do bicho e temperar com dois dentes de alho, uma colherzinha pequena de sal e algumas pequenas pitadas de pimenta do reino (lembrando que todas as minhas medidas são puramente experimentais).

Não sei se é necessário lavar a carne antes de temperar, na dúvida, eu dei uma lavadinha sim, com muito sabão (brincadeira, mas sei que vocês acreditariam nisso, vindo da minha parte). Na realidade, eu apenas molhei o bife e coloquei no prato de novo, isso de intuição, porque eu nem sei se isso se faz e quais são as conseqüências disso, se assim ele fica mais fofo, mais bonito, mais cheiroso, enfim…

Esfregar o bife no tempero, virando ele de um lado pro outro, é assim né?

Não façam como eu que acredita que pimenta do reino é atitude e vai bem com tudo sempre em grandes quantidades, às vezes acho que deveria me arriscar a fazer comida indiana. A minha mão sempre coça para colocar mais sal.

Eu sempre achei que o tempero da carne era só na hora que esta ia pra panela, mas não, é necessário temperar antes, aguardar alguns minutos para este pegar o tempero e, só a partir daí, mandar ver na frigideira.

Na frigideira, refoga-se o bicho, em fogo médio, com óleo, margarina ou azeite, (No caso, eu optei por margarina), até dourar, assim acredito eu (risos), girando esse de vez em quando para dourar de ambos os lados.

Este momento sempre me causa um pouco de insegurança, pois eu nunca sei quando a carne não está mais crua, e oferecer algo cru para alguém comer é horrível. Não é? Eu não sou a Bela do crepúsculo que namora um vampiro, e para mim, a única forma de ver se não está cru é:

Comendo ou cortando o negócio na frigideira mesmo, e claro, sentir o cheiro também ajuda, agora que já tenho esse sentido mais apurado na cozinha.

É incrível como o bife encolhe depois de grelhado.

Minha mãe fala sempre para não esperar muito para servir, se não este fica duro demais.

Um post simples, sem maiores crises, somente as existenciais, que já me são peculiares, independentemente do que eu esteja fazendo. O legal, ou péssimo, depende do ponto de vista, é que eu estou sem minha cozinheira do coração em casa (minha mamãe está viajando), então, quem está cozinhando para mim sou eu mesma, é dentro destas experiências que eu estou sobrevivendo. Por exemplo: vou jantar agora o meu próprio bifinho, que a forma de preparo foi toda baseada nas idéias que tenho na cabeça e nas conversas que obtive com seres amigos. Está com uma cara bem boa, e modéstia a parte, o gosto também, que inclusive acertei como uma luva (ao menos na minha concepção) na quantidade dos temperos. Ouvi de uma amiga, mais que querida e especial, que é necessário gostar da sua própria comida.

Posso dizer então:

Vitória na cozinha número dois.

Poxa, eu estou com vantagem nesse aspecto, de três tentativas obtive perda total em uma, vitória suprema em outra e vitória na terceira.

Aguardem-me queridos companheiros, e eu garanto:

Nenhum vampiro ia gostar do meu filé.

Bom Apetite, ao menos para mim. Vou jantar agora o meu próprio filé grelhado, que eu mesma vi nascer: senti o cheiro dele cru, eu mesma temperei, e agora vou devorá-lo, ele estando bem passado.

Até a próxima.


1ª Tentativa – Arroz Branco

Olá queridos amigos do Conversa na Cozinha

Me encontro neste espaço para relatar uma experiência inesquecível: O Cozimento do meu primogênito – Arroz branco

Parece piada? Não exatamente. Esta será a primeira vez que farei um arroz na vida e pra sobreviver no mundo de hoje, que é o nosso, precisamos de arroz. Se por acaso sabe-se cozinhar arroz, feijão e alguma carne, os problemas de morrer de fome tornam-se quase nulos.

Uma cozinheira que é inexperiente como eu, acredito, faz tudo com bem pouca praticidade, cozinhar vira um ritual, eu pelo menos, me arrumo, respiro fundo, arrumo a cozinha que está um caos, para que a minha comida também não vire um caos (que no meu caso não é nada difícil). E como já sei que a comida não vai sair tudo aquilo, pois tem um monte daqueles macetes que eu não sei, tento recompensar fazendo tudo direitinho para o mínimo, pelo menos, acontecer. Só que nesse caso não aconteceu.

Claro que para fazer um arroz, sendo o primeiro e estando completamente só eu precisei do auxilio de uma receita, então procurei na internet, logo pensei: Poxa, só não cozinha então quem ou é preguiçoso ou não quer porque está tudo aqui, é só seguir! Mas depois de viver uma grande experiência dramatúrgica, percebi que as coisas não são exatamente assim.

Primeiro passo – Os ingredientes

  • 1 xícara de arroz
  • 2 xícaras de água fervendo
  • Um dente de alho
  • Cebola
  • Azeite, que se julga necessário
  • Sal à gosto

Destaquei a cima os itens que me geraram maiores dúvidas, por questão de ilustração do que será explanado posteriormente.

Eu não sabia que uma xícara de arroz rendia tanto, estranhei, tive que ligar para minha tia pra confirmar. Fora isso, outras dúvidas, será que dá pra cozinhar arroz em qualquer panela? Ou tem que ser uma mais alta? mais grossa?. Eu vou usar, pelo menos agora, qualquer coisa que seja uma panela.

Eu tenho um problema sério com medidas, sejam elas de sal, de açúcar, água, etc. Até com as medidas prontas eu tenho problemas, será que estas devem ser seguidas até o ponto ou não necessariamente?

Quantas vezes será que é recomendado lavar o arroz antes de fazer? Arroz se escolhe antes de lavar né? Eu confesso que só me dei conta disso agora. Agente escolhe os que estão quebrados e com uma coloração diferente, acredito eu, fielmente. No pacote há uma informação que aponta a desnecessidade dessas etapas, será que eu sigo meu coração ou a embalagem do arroz?

Segui meu coração

Cebola arde demais o olho e o cheiro do alho na mão me incomoda um pouco. Da próxima vez vou cozinhar com luvas e óculos de natação.

Refogo o alho e a cebola com o azeite até dourar, ou até o que acredito que seja dourar. Nunca sei se o fogo esta alto de mais ou baixo demais, tenho medo de me queimar o tempo todo, o cheiro até aquele momento estava bom.

Acrescento o arroz lavado e selecionado (que meu coração mandou) na panela qualquer que acreditei poder usar e fritei por cerca de 30 segundos, depois acrescentei as duas xícaras de água que estavam fervendo num caneco á parte, misturei, eis que: Sal à gosto, a pior parte. Eu gosto de tudo meio salgado, mas não salgado demais e acho que isso é o segredo da comida e o mais delicado quando se quer agradar, questão de gosto.

Desse ponto em diante a idéia era só deixar secar com a panela fechada. Mas daí tudo deu errado. Não sei se a água foi demais ou foi de menos, se a panela deve ficar sempre fechada, mas o que houve foi que meu arroz secou meio mole, meio duro, e ficou parecendo arroz doce, empapado estando duro.

Não sei o que foi exatamente que deu errado, acho que primeiro:

Refoguei demais o alho e cebola, logo o arroz já ficou amarelado, de queimado, dos condimentos anteriores

Talvez eu também tenha errado na fritura do arroz antes de colocar a água

E este sim, com certeza: errei no cozimento

Num balaço final, errei em praticamente tudo

Minha mãe faz um arroz em 20 minutos e fica ótimo, eu levei quase 1:30 para fazer e deixaria qualquer dramaturgo grego com profunda inveja com o resultado da minha primeira experiência: uma tragédia pra tudo que é lado.

Até a próxima tragédia, assim, eu não espero!

Massinha de Modelar? Não, meu arroz primogênito!

Massinha de Modelar? Não, meu arroz primogênito!

Arroz “Soltinho”

1ª Tentativa – Arroz Branco
A panela que encontrei, e o estado final da coitada!

1ª Tentativa – Arroz Branco

Referências utilizadas para a tragédia: http://tudogostoso.uol.com.br/receita/770-arroz-branco.html


Cursos de Outubro – Chocoleste

Para se inscrever em qualquer desses cursos, entre em http://www.chocoleste.com.br/cursos.htm

01/10 Sexta

14 as 16,30h
Aula Grátis VITOLEITE e FORMAS SUIÇA. Pão de Mel, trufas e uma receita surpresa. Cada aluna receberá uma apostila elaborada por Luzinete Veiga e um certificado. Sorteio de brindes. Vagas limitadas.  Prof. Luzinete Veiga  Trazer macarrão e molho de tomate.     GRÁTIS

02/10 Sábado

9,30 as 12h
Aula Grátis HARALD. Aula Especial de Trufas. 3 receitas. Trufa modelada na mão, trufa prestígio na casquinha de sorvete, trufa gelada de maracujá.   Prof. Zilda Sandrim  Trazer 1kg de arroz ou feijão     GRÁTIS

04/10 Segunda

14 as 16,30h

Aula Grátis CARBER. Cesta infantil para o Dia das Crianças, Laços, embalagem para coração, cone trufado. Bandeja café da manhã. Lindas idéias para presentear com baixo custo. Professora da empresa. Trazer 1L de leite.

GRÁTIS


05/10 Terça

14 as 16,30h
Aula Grátis HARALD. Faça e venda! Pão de mel trufado sonho de valsa, pão de mel gelado e pão de mel no palito. Prof. Zilda Sandrim  Trazer um pacote de café.     GRÁTIS

06/10 Quarta

14 as 16,30h
Aula Grátis MAVALÉRIO.  Especial bolo infantil – técnica inédita de bolo 3d (terceira dimensão), aprenda fazer bolo palhaço com 3 tecnicas:bicos, pintura em baixo relevo e alto relevo. Prof. Silvia Branconaro  Trazer um pacote de bolachas.     GRÁTIS

07/10 Quinta

14 as 17h
Bem-casados, Bem-nascidos e Bem-vividos. Torne-se uma profissional de bem-casados. Três tipos de massa, três maneiras de preparo, de corte. Três tipos de recheios. Calda fria sem dar ponto, e seca crocante. Vários modelos de embalagens. Faça a sua com a professora. Custo, validade e sugestão de preços.  Faça e venda, e ganhe dinheiro!   Prof. Cecília Fernandes     R$25,00

08/10 Sexta

14 as 16,30h
Aula Grátis GAROTO. Natal com Garoto. Novidades em chocolates.  Prof. Cecília Biju  Trazer 1L de leite.

GRÁTIS


09/10 Sábado

9,30 as 15,30h
Curso Intensivo de Feezista II. Crie uma nova profissão e ganhe até R$200,00 por dia. Cozinhe na casa do cliente. Pratos prontos congelados. Faça e venda, ou abasteça seu freezer, com 30 embalagens feitas em um dia. Apostila com 45 receitas, sendo 10 feitas em aula. Sugestão de cardápio para 4 semanas. Com almoço incluso e Certificado.   Prof. Janir Fraga     R$65,00

11/10 Segunda

14 as 16,30h
Aula Grátis BEL. Bolos embrulhados gelados com Cobertop e Bel. Faça e venda!  Prof. Janir Fraga   Trazer 1kg de arroz ou feijão.     GRÁTIS

14/10 Quinta

14 as 16,30h
Aula Grátis FORMAS SUIÇA.  Faça e venda! Chocolates para presentear no natal com a Forma Suíça. Mini-árvores trufadas, mini pães de mel natalinos. Bolas trufadas para decorar sua arvore, lindas trufas decoradas, mini guirlandas. Tudo decorado com sugestão de vendas,validade e embalagem com sorteios. Prof. Augusta Nani  Trazer um pacote de bolachas     GRÁTIS

15/10 Sexta

14 as 16,30h
Aula Grátis BWB e Fruttmar. Especial de brigadeiros práticos e recheados – bolo com 3 camadas com  decoração inédita e brigadeiros recheados de alta produção Prof. Silvia Branconaro  Trazer uma lata de leite condensado.     GRÁTIS

16/10 Sábado

9,30 as 12h
Aula Grátis BEL. Panetones decorados. Vários recheios e lindas embalagens para o Natal. Adiante suas encomendas!!  Prof. Janir Fraga  Trazer macarrão e molho de tomate.     GRÁTIS


16/10 Sábado

13 as 15,30h
35 Tipos de Trufas. Sendo 10 tipos feitos em aula. As mais vendidas. Trufas light, diet, transparentes, de longa duração, sem adição de álcool, de casca fina, banhadas, decoradas. Aprenda a fazer um bolo trufado no microondas. Como embalar, validade e sugestão de preços.   Prof. Janir Fraga     R$20,00

18/10 Segunda

14 as 16,30h
Mini Tortas, micro tortas doces e mousse em copinhos. Varie o seu cardápio com essa bela e saborosa sobremesa decorada com frutas e muito mais. Próprias para vender em lachonetes, buffets e restaurantes. Prof. Janir Fraga     R$15,00

19/10 Terça

9,30 as 12h
Macarons.Venha aprender estes deliciosos e surpreendentes doces que estão fazendo a alegria de convidados e principalmente dos noivos, os deliciosos macarons .nesta aula iremos fazer uma única massa e com ela iremos variar recheios e cores com os mais diversos sabores .Dicas de vendas, conservação,forno ,embalagens . Imperdível !!!! Espero vocês.   Prof. Cláudio Mechetto     R$20,00

19/10 Terça

14 as 16,30h
Aula Grátis HARALD. Especial de Chocolate. Àrvore de Natal Trufada, pirulitos de chocolate decorados, licor de chocolate e licor de amendoim. Prof. Zilda Sandrim  Trazer 1L de leite       GRÁTIS

20/10 Quarta

9,30 as 16h
Balões. Aula prática com certificado. Jardim com flores. Àrvore. Frutas. Arranjos de mesa para casamento, debutantes e infantil. Como manusear o gás hélio. Aprenda a fazer um arco diferente, usando balões metalizados no formato de estrela e buquê com gás hélio.   Prof. Márcia Tuskenis     R$50,00

21/10 Quinta

14 as 17h
Molhos. Faça molhos como um chefe de cozinha. Molhos troncos: molho holandês, molho bechamel, molho espanhol, molho velouté, molho madeira, molho 4 queijos, molho suíço, molho de alho e outros. Professor de gastronomia André Ansanelli     R$25,00

22/10 Sexta

9,30 as 12h
Aula Promocional MAGO. Aprenda a fazer rosas e lírios com bicos de confeitar e glacê real. Incluso kit com: armador de rosa Mago, armador do lírio, kit de bicos, saquinhos e adaptador.   Prof. Silvana Xavier     R$15,00

22/10 Sexta

14 as 17h
2 Bolos de 2 andares, sendo um com chantilly e o outro com pasta americana. Com sugestão para casamento e 15 anos, decorados com flores e laços.  Prof. Silvana Xavier     R$20,00

23/10 Sábado

9,30 as 12h
Salgados. Aula Prática de salgadinhos fritos. Massa rápida e fácil que não vai ao fogo. Coxinhas, risoles, bolinhos de queijo e croquetes. Aprenda a congelar e vender. Trazer avental, touca e perfex.  Prof. Heliene     R$20,00

23/10 Sábado

13 as 15,30h
Aula Grátis HARALD. Especial de Bolo Decorado com decalque de papel arroz, ficando somente o desenho no bolo.  Prof. Zilda Sandrim  Trazer macarrão e molho de tomate     GRÁTIS

25/10Segunda

14 as16,30h
Aula Grátis MARVI. Festival do Sorvete. Massa, picolé, bolo com sorvete, taças decoradas e picolé… Prof. Fátima Giacone  Trazer um pacote de bolachas.     GRÁTIS