Bife à Milanesa

 

Inédito na coluna Aprendiz de Cozinheira!!

Super desafio MASTER!!

Bater um bife na tábua e fazer à milanesa.

Será que irei conseguir passar por esta provação carnívora devoradora primitiva? Carne crua e gema de ovo tudo junto?

Ui! Vamos lá! Antes que eu me arrependa.

É uma velha receita da minha mamãe, segundo ela não há nada mais fácil no mundo, até meu sobrinho de três anos faz, claro né! Não é o couro deles que está sendo batido na tábua.

Aliás, receita é sempre importante pra tudo nessa vida de aprendiz, e não só para aprendiz, mas esta consciência vai virar um post especial futuramente. Agora vamos ao desafio MASTER radical.

Primeiro passo: a tábua e o martelo

Gente, se lava a carne né? Sim, claro, isso eu já sabia (…)

Ai meu Deus, como será que era a cara desse boizinho quando vivo???!!!

Temperar a carne (no caso optei por contra filé) com alho (três dentes de alho para quatro bifes), sal, vinagre e pimenta do reino.

Gente!!! Tá sendo muito difícil pra mim mexer com carne…

Passado o sufoco, hora de fazer a “cobertura”.

Em um prato, bater um ovo como se fosse fazer omelete. Colocar uma pitada de sal para a massa ficar mais crocante (é a receita que tá dizendo).

Depois se mergulha o bife na gema e na clara batida para assim o mergulhar na farinha de rosca, sem dó, para ele ficar todo coberto que nem agente quando brinca de se enterrar na areia da praia.

Levar o bicho manso pra fritar na frigideira, em fogo baixo e com bastante óleo. Se frita o bife só com o óleo já bem quente. Não sei por que, mas na receita tá assim, então só digo amém e repasso a dica.

Dá medo total fritar os bifes, mas é legal quando se passa pelo desafio. O lance é frita-los até estes ficarem com cor de “mel”.

Acabouu!! Tá incrível e até bonito. Vou devorá-los com uma cervejinha.

Afinal, essa vai bem com tudo.

Poxa, foi divertido, mais foi tenso, apesar de que nem me lembro mais de me lembrar da cara do boi.