Let´s Eat!

Faz alguns dias que Eu e o Marido fomos convidados para conhecer a Let’s Eat!

Não é sempre que aceito esses convites, por que aqui eu prefiro falar de coisas bacanas e acho super chato falar mal de alguém que nos convidou! Mas o marido ama hambúrguer! Então fomos!

Mas tenho que dizer que na hora que vi o endereço não me agradou muito, não sou fã da Vila Madalena gente! Já fui em lugares lá que se dizem restaurantes, mas é total Balada! Não gosto (acho que os 30 anos estão pesando, hahaha!)!

Mas eu já disse que o Marido ama hambúrguer? Pois é! Ele insistiu e resolvi aceitar o convite!

Depois de aceitar é que vi que era em um quarta-feira (dia do meu rodízio), mas enfim, já fica uma dica pra quem não tem carro/não quer ir de carro!

O endereço é super bem localizado, mais ou menos 1 km do Metrô Fradique Coutinho (linha amarela) e perto de pontos de ônibus!

Mas vamos ao que interessa! O lugar! E a comida =)

Let's EatBem estiloso! Super Casual Dining! Ou seja, nada de Balada! Já gostei! Dá pra ir com os amigos, conversar!

O atendimento foi bom e logo começaram a nos servir!

E foi aí que tive uma surpresa maravilhosa! Já disse que o marido ama hambúrguer? Pois é, eu nem tanto assim! Tem que ser muito bom pra me agradar! Mas eis que lá não é uma hamburgueria apenas! Também tem comida Mexicana que eu simplesmente A-M-O!!!!

E sério, eu gostei muito, muito, muito! Porque apesar dos ingredientes serem bem tradicionais, os sabores foram bem diferentes do que eu costumo ver (comer) por aí! Tem uma personalidade bacana! Amei! Continue lendo »


Torta de Banana

Oi oi oi!!!

Quanto tempo sem aparecer (acho que essa frase está virando rotina)!

Mas gente, a vida é uma correria doida, e nesses últimos meses nos mudamos (de novo), ficamos um tempão sem cozinha, mas vai valer a pena! Ter um cantinho com a nossa cara! Ainda não está tudo pronto, porque dá trabalho e custa caro demais!

De qualquer forma, estou com várias receitas aqui, pra testar e passar pra vocês!

Essa torta delícia, é baba de fazer! Qualquer um, (juro!), qualquer um faz!

Torta de Banana

Coloquei a foto dela antes, pra você ficar com vontade e fazer! :)))

Lista de Compras:

  • 8 bananas grandes (usei nanica) maduras
  • 1 xícara e 1/2 de açúcar
  • 1 colher de sopa de canela em pó
  • 2 xícaras de farinha de trigo
  • 1 colher de sopa de fermento em pó
  • 2 ovos
  • 240 ml de leite
  • 3 colheres de sopa de manteiga
  • Mais um pouco de açúcar e canela pra peneirar por cima

Torta de Banana

Comece ligando o forno em temperatura média (mais ou menos uns 200ºc), e untando uma assadeira de uns 25 cm (preferência de fundo falso) com manteiga e farinha de trigo.

Derreta a Manteiga e junte ao Leite. Bata os Ovos e junte à mistura do leite com manteiga. Reserve.

Em outro recipiente faça uma Farofa, misturando a Farinha de Trigo, o Açúcar, o Fermento e a Canela. Reserve.

Na assadeira já untada, faça camadas alternando a mistura seca, com as Bananas picadas. Assim:

  • Farofa
  • 2 Bananas
  • Farofa
  • 2 Bananas
  • Farofa
  • 2 Bananas
  • Farofa
  • 2 Bananas
  • Farofa

Depois despeje por cima a Mistura Líquida. Peneire Açúcar e Canela e leve ao forno por mais ou menos 40 minutos.

Espere esfriar e desenforme.

Sirva com sorvete de creme, fica delícia! Sozinha também é mara! =)

Se você gostou dessa receita, clique em Curtir aqui do lado e Compartilhe com quem você gosta ♥

 



Novo Guia Alimentar para a População Brasileira

Semana passada, foi lançado pelo Ministério da Saúde, o novo Guia Alimentar da População Brasileira.

Vou deixar o guia disponível pra download no fim do post.

Pra elaborar esse Guia, foi considerada toda mudança social e econômica que houve bo Brasil, nas últimas décadas.

Resumindo, antigamente apenas classes sociais mais altas tinham acesso à alimentos industrializados como queijos, iogurtes, embutidos, alimentos congelados e também não podiam frequentar Fast Food e etc.

Hoje tudo isso se tornou muito barato e acessível. Praticamente não existem lugares onde você não encontra um Mc Donald’s, Habib’s. Locais que hoje são dominados pela nova classe média.

Mas essa evolução social tem um peso grande na saúde dos Brasileiros. O aumento da classe média também trouxe um aumento na obesidade e outras doenças que podem estar relacionadas com má alimentação, como diabetes, hipertensão. Muita gente nem sabe cozinhar e opta por alimentos prontos, onde são usados inúmeros ingredientes para conservação, que seriam dispensáveis se o mesmo alimento fosse preparado em casa.

O legal desse Guia é que a forma de enxergar os alimentos mudou. Antes nossa alimentação era categorizada em forma de pirâmide. Hoje os alimentos foram divididos em 4 categorias:

1- Alimentos in Natura ou Alimentos Minimamente Processados
São alimentos que tiveram pouca ou nenhuma manipulação. Tudo que vem dos vegetais ou animais. Quando esses alimentos passam por limpeza, remoção de partes não comestíveis, moagem, secagem, fermentação, pasteurização, refrigeração, congelamento e não foi acrescido nenhum ingrediente nele, significa que esse alimento é minimamente processado.

2- Óleos, Gorduras, Sal e Açúcar
São produtos que foram extraídos de alimentos In Natura e podem ser usados para o preparo dos alimentos, com moderação.

3- Alimentos Processados
Basicamente é a união da Categoria 1 com a categoria 2.
Isso acontece normalmente com conservas, frutas cristalizadas, molhos prontos, pães e queijos. Podem ser consumidos, mas não devem ser a base da alimentação.

4- Alimentos Ultraprocessados
Basicamente são alimentos onde os ingredientes principais são corantes, conservantes, aromatizantes. Ou seja, comida de laboratório. Vamos concordar que isso nem devia ser chamado de alimento. Afinal se você quiser sentir o gosto de laranja, por exemplo. Compre a laranja e não alguma coisa que te lembre a laranja, ok?!

Eu realmente acredito que assim fica muito mais fácil ter uma alimentação saudável.  É só evitar ao máximo os alimentos Ultraprocessados e dar preferência para os alimentos da categoria 1.

O legal desse Guia, é que ele não foca em quantidade de calorias e sim na qualidade dos alimentos.

Ou seja, mesmo que você pise na Jaca de vez em quando,  o dano pra sua saúde não vai ser tão grande, se a qualidade da alimentação for bacana.

Bom… isso tudo é apenas um resumo do Guia. No total são 158 páginas que abordam muitos assuntos relacionados à uma alimentação mais saudável. Acho que vale a pena dar uma olhada.

E quem tiver interesse, pode fazer o download do Guia Aqui!!! Guia-Alimentar-para-a-pop-brasiliera-Miolo-PDF-Internet

Aqui um trecho do guia, onde você pode ver alguns exemplos de alimentos In Natura.

Alimentos In Natura

 

Se você gostou dessa Dica, clique em Curtir aqui do lado e Compartilhe com quem você gosta ♥


O pão das dez dobras

Bisbilhotando os canais de culinária do YouTube eu fiquei completamente apaixonada por um!
O canal Banquete!
A forma de falar, as imagens, a trilha sonora… tudo encantador! Mas ainda assim, os temas ainda são o que mais chamam atenção.
E um dos que mais me agradou foi esse pão. Pão das dez dobras me lembra muito o Pão que não sova, que já apareceu aqui faz algum tempo. A diferença é que não precisa esperar ele por 9999 20 horas.

Lista de compras:

  • 500 gramas de farinha de trigo
  • 1 e 1/2 xícara de água
  • 2 colheres (chá) de sal
  • 1/2 colher (sopa) de fermento biológico seco
  • Qualquer assadeira, panela que possa ir ao forno, com tampa.

Pão das dez dobras

Mistura todos os ingredientes em um recipiente grande (eu usei uma bacia plástica), pode ser com uma colher, com a mão, do jeito que for melhor pra você e daí começa o ritual das dobras.
No vídeo ela ensina a fazer uma lista, pra não se perder. Então já vou adiantar pra você 😉

Mas já digo que dobrar o pão,  nada mais é do que puxar a parte dele que está em baixo e trazer pra cima, 10 vezes.

Mistura os ingredientes
Descansa 10 minutos
10 dobras
Descansa 10 minutos
10 dobras
Descansa 10 minutos
10 dobras
Descansa 10 minutos
10 dobras
Descansa  1 hora
Molda o pão e liga o forno na temperatura alta
Descansa 40 minutos
Assa

Na hora de moldar o pão, já coloca ele no recipiente com tampa, e ele descansa os 40 minutos lá mesmo.
Eu assei por 20 minutos com ele tampado e mais uns 5 sem tampa (até dourar). Tudo isso com o forno na temperatura mais alta.

Pão das dez dobras

Muito cuidado na hora de tirar a tampa, porque sai um pouco de vapor.

Se você gostou dessa receita, clique em Curtir aqui do lado e Compartilhe com quem você gosta ♥