No começo de tudo…


Fonte: Getty Images

Hoje posso dizer, sem modéstia nenhuma que sei cozinhar, não tenho grandes técnicas, nem invento grandes receitas, mas meu tempero é bom e costuma agradar aos que aqui vem comer… Mas nem sempre foi assim…

Durante um tempo bem longo da minha vida eu não sabia cozinhar absolutamente nada, coisa que na minha família, era um absurdo, afinal, “mulher tinha que saber cozinhar”. Minha mãe sempre trabalhou muito, muito mesmo. Ela tinha um comércio e trabalhava das 9 da matina até 11 da noite, isso quando o movimento era fraco, mas esse horário costumava se estender…

O pouco que eu sabia, aprendi com ela, que aliás, continua a ser a melhor cozinheira que conheço no mundo inteiro.

Então, minha mãe não cozinhava muito em casa, apenas nos raros domingo-sim-domingo-não que ela passava em casa e tinha que dividir o tempo entre cozinha, faxina e tentativa de descanso. Não era fácil.

Nos outros dias, tínhamos que dar um jeito de comer… E foi aí que eu comecei a aprender…

Saiu muito arroz queimado, muito feijão aguado, muito molho doce, muito bife sem sal…

E meus irmãos nem tentavam experimentar, coisa que devido meu histórico, não julgo muito…

Mas tinha alguém que sempre comia, nunca reclamava e se eu perguntasse se ficou bom, ele sempre dizia: “Tá bom, minha filha, tá bom!”

Meus pais são os responsáveis pelo meu maior prazer na vida… minha mãe por ter me mostrado o sabor que a comida deveria ter, meu pai por ter sido minha cobaia por muito tempo e talvez se eu não tivesse pra quem cozinhar, eu teria desistido!

E esse texto é em homenagem a ele, meu Pai! O melhor e maior coração do mundo inteiro!

Pai, te amo! Sempre! Olha por nós aí de cima…

Tá difícil… 🙁

Entre na Conversa!


3 comentários para “No começo de tudo…

  1. Meu amor… que lindo! Tb me emocionei muito!! Que Deus nos ilumine bastante para superarmos a dor!

  2. Rafa… É como eu disse… Parabéns pelo seu blog, receitas, suas histórias e conquistas! O pai está muito orgulhoso de você! Pode ter certeza! O post é lindo! Que Deus a abençoe!

    Um beijo,
    Junior

Comments are closed.