Comida de Nerd – Gastronomia Molecular!


Continuando o assunto da última coluna, vou falar sobre nerdices na cozinha!

Imagine uma gelatina, com a mesma cara e consistência da gelatina comum, mas ao botar na boca percebe-se que ela é quente! Ao invés do tradiconal geladinho das gelatinas, essa é quente como um suflê!! Ou talvez você consiga imaginar chegar à um restaurante e pedir uma sopa de peixe e ao chegar na mesa o prato está cheio de pequenas bolinhas… que na boca se dissolvem e viram a deliciosa sopa que foi pedida!!!

Essa é a sopa de peixe!!

Coisas assim, só são possíveis por causa de uma recente técnica da alta gastronomia, a Gastronomia Molecular.

Até parece que um cozinheiro chamou o amigo nerd e cientista para um bate-papo na cozinha enquanto preparava algum prato e como todo bom nerd, o amigo ficou curioso e saber porque o bolo cresce no forno ou porque a carne ‘cozinha’ ao ficar muito tempo no suco de limão… e junto com o chef passou a estudar o porque das reações químicas da culinária e com isso aprender como aplicar a ciência na cozinha!

E foi mais ou menos isso que aconteceu, quando na década de 80, dois físicos começaram, um deles interessado em modernizar a cozinha, a fazer experimentos que resultaram nas bases da gastronomia molecular. E no começo da década de 90 o já renomado chef Ferran Adrià começou a utilizar a técnica em seus restaurantes e hoje é considerado o papa da técnica. Aqui no Brasil, um dos principais entusiastas da técnica é o premiado chef Alex Atala.

Uma cozinha preparada para a gastronomia molecular mais parece um laboratório do qualquer outra coisa! Além do conhecimento de como funciona o processo químico, a técnica utiliza diversos utensílios como seringas, tubos de ensaio e vários itens que antes só víamos em laboratórios. Fora o nitrogênio líquido, figurinha carimbada na cozinha molecular, faz tudo ficar parecendo o recanto de um cientista louco!

A técnica tem permitido criar pratos surpreendentes como citei, transformando a experiência da refeição em algo completamente novo e revelador. Para se ter uma idéia do que a cozinha molecular é capaz, o chef nipo-americano Jeff Ramsey (o cara das seringas lá em cima) serve no seu restaurante, um suspiro congelado em nitrogênio líquido que na primeira mordida faz sair ‘fumaça’ pelo nariz!!! Uma crítica gastronômica escreveu que agora, ir a um restaurante com este tipo de cozinha,  é como ir a uma exposição de arte ou ao cinema, onde muitas vezes você é completamente surpreendido pelo aquilo que encontra!

Enfim, definitivamente, a gastronomia molecular é comida de nerd, devido a sua intrínseca ligação com a ciência e não podemos esquecer foi criada por nerds!!

Fiquei com vontade de utilizar a técnica… será que consigo???

Entre na Conversa!


6 comentários para “Comida de Nerd – Gastronomia Molecular!

Comments are closed.