A incrível arte de fazer amigos


Dia desses, acabei discutindo com uma amiga por bobagem e o hómi aqui de casa me disse que que era um bom motivo pra escrever no meu blog que, tadinho, anda bem abandonado desde o fim de novembro.

No primeiro momento não gostei da idéia, porque pra falar a verdade eu estava bem chateada com a história da briga ainda. Mas acontece que essa idéia não me saiu da cabeça.

Antes de escrever este post eu pesquisei no google “fazer amigos”, as opções de links foram 33.200.000 aproximadamente. Até que seria fácil, ler um texto e ganhar pessoas, já pensou? Se fosse assim, não existiriam tantos nerds, viciados em internet tão solitários.

Mas enfim, a maioria dos links diz coisas do tipo:

  • Escute o que as pessoas falam
  • Faça perguntas
  • Elogie sempre
  • Ria sempre
  • Esteja sempre disposta(0)
  • Fale de assuntos globais
  • Cite notícias famosas

Eu realmente acho que essas dicas são ótimas, pra várias coisas aliás. Mas com certeza não é assim que se faz um amigo.

Não que eu seja uma especialista, até porque, eu tenho certeza que daqui uns dias o meu blog também vai aparecer nessas pesquisas… Mas o pouco que eu sei, foi que eu fiz amigos em minha vida sendo eu mesma e aceitando as pessoas.

Foi naquele momento que eu estava triste demais ou alegre demais e alguém quis compartilhar isso comigo.

Foi no momento em que eu recebi um conselho sincero.

Foi quando alguém precisou de mim e eu estava lá.

É quando eu tiro o bacon do feijão, não cozinho nada com cebola, ou excluo o arroz do meu cardápio.

Ás vezes a gente acredita que as pessoas já são nossas amigas, mas num pequeno gesto elas se tornam realmente uma pessoa pra sua vida inteira.

Sei lá, era isso mesmo… espero que seja útil pra alguém tentar fazer amigos ou pelo menos descobrir o que é um.

Dizem por aí que os amigos, são a família que Deus nos permitiu escolher. Espero que seja verdade!

Entre na Conversa!


2 comentários para “A incrível arte de fazer amigos

  1. Rafa,
    Num sei tbm como faz amigos… tem amigo que é quase irmaum, tem gente q vc conhece a muito pouco tempo e viram seus “brothers” sem explicação e gente q vc num v nunca mais tem moh carinho especial, por outro lado, tem gente q vc trabalha ou estuda todo dia junto, por anos e anos, e nem sabe direito o nome.
    Num sei explicar como nem pq… soh sei q vc pode ter certeza q tem uma amiga aqui q sente muito a falta de ficar sentada no palco da Kiro fazendo nada até tarde.
    Bju gde da sua Abobrinha =)

Comments are closed.